sexta-feira, 10 de março de 2017

Dracula de Bram Stoker



Titulo: Drácula
Autor: Bram Stoker
Escrito em primeira pessoa

Sinopse: Publicado em 1879, inspirado em relatos do folclore romeno sobre o nosferatu, ou morto-vivo, e na saga do príncipe Vlad Drakul, que lutou contra os turcos nas Cruzadas. Drácula definiu o arquétipo do vampiro como o ser diabólico que se alimenta do sangue de suas vítimas e tem poderes extraordinários.

OBS: Cada livro do Drácula de edições e editoras diferentes, tem uma sinopse diferenciada uma da outra.

Resenha: Drácula, de Bram Stoker, é um livro que fora lançado em inúmeras editoras e possui incontáveis capas diferentes, mas a história é a mesma. Como é feita uma tradução, algumas palavras talvez sejam mudadas, mas o sentido continua o mesmo. O meu livro vêm com o primeiro capitulo que havia sido retirado por ser grande demais para a época. Esse primeiro capitulo é muito empolgante e emocionante, serve como um prólogo. 

A narrativa é em primeira pessoa, alguns podem até estranhar, pois o livro na verdade é um amontoado de diários,  cartas e até gravação de voz dos personagens relatando suas situações peculiares. Mas não é chato, é bem legal. Não é uma leitura que você lê em um ou dois dias, pois a leitura é pesada, algumas vezes até arrastada, no entanto é um livro super legal, não se assustem!

Como Drácula foi escrito em mil oitocentos e bolinhas, os personagens bons são extremamente angelicais, seres de luz, quase dá para ver uma aureola de espírito santo na cabeça deles, em contraste com os maus, que são extremamente diabolicos, parecendo que têm alguma doença psicossomática.

A história começa com Jonathan Harker indo para o castelo do conde Drácula, nessa viagem as pessoas agem estranhamente, como fazendo o sinal da cruz com a mão quando ele menciona onde pretende ir, uma senhora chegou a dar até uma cruz para ele, que mais adiante acaba o protegendo, isso tudo nos dá uma pista para o cenário em estamos caminhando. Nessa viagem acontecem muitas coisas sobrenaturalmente estranhas, mas Jonathan não pode voltar, pois está a serviço, visto que Drácula tem em vista aquisição de propriedades na Inglaterra e ele foi o enviado para ajudá-lo a realizar a compra de tais propriedades.
“Que espécie de homem será esse, ou que tipo de criatura ou simples fera está ali oculta sob as feições de um homem? Sinto o terror deste demoníaco lugar aniquilar-me. Estou em pânico - em pânico mortal - e não há uma saída para mim. Estou imobilizado por uma rede de terror sobre a qual o meu cérebro se nega a raciocinar." (Jonathan Harker a respeito de Drácula) p. 55
Já no castelo, Harker presencia a excentricidade do castelo e de seu dono, a inicial hospitalidade de Drácula é transformada em terror, quando acontecimentos muitos assustadores e tenebrosos ajudam Jonathan a entender que ele era um prisioneiro. Seus esforços para sair do castelo só pioram a situação e sua narrativa dá um pausa quando Drácula, furioso, o pega tentando escapar. Isso dá muita raiva e acaba forçando a gente a ler o resto para descobrir o que aconteceu com ele.
“Mas agora não sinto inspiração para descrever tanta beleza. Por isso, prossegui sem parar na minha exploração. Portas, portas e mais portas. Espalhadas para todos os lados, mas todas fechadas e retrancadas. Em algum lugar, salvo através das janelas externas do castelo pode haver uma possibilidade de escapar. Em outras palavras: o castelo é uma verdadeira prisão e eu agora sou o seu prisioneiro!” (Jonathan Harker) p.44
Na Inglaterra, conhecemos a esposa de Jonathan, Mina Harker e sua amiga Lucy, que por meio de cartas a Mina, ela revela seus crush's pretendentes e, com isso, vamos descobrimos mais sobre Mina e Lucy. Drácula viaja para a Inglaterra, deixando um rastro de morte, incógnita e estranheza no lugar. Lucy tem surtos de sonambulismo, esses pretendentes fazem de tudo para salva-la, aí que entra Van Helsing. É impossível continuar a escrever sobre o livro sem ter Spoiler, como tenho amor a vida pararei de  escrever sobre ele. 

Mas antes não posso deixar de comentar que nessa maravilhosa historia, conhecemos personagens bem interessantes como por exemplo o paciente do dr. Seward.Uma personagem que me cativou foi Mina Harker, por ela ser uma mulher 'moderna' muito embora o livro seja escrito nos tempo onde mulher não podia votar, mulher tinha de ser dona de casa e entre outras coisas, e no enredo ela é até protegida em alguns casos, mas em outros, vemos uma evolução e um onde ela luta, se emociona e se machuca com "eles" os personagens masculinos. Mina é uma personagem cativante. 

Lucy, amiga de Mina, dá um pouco de ação no livro, visto que a correria é para ela não virar vampira. Esse livro não é somente sobre vampiros e sim um clássico que inspirou vários autores e revolucionou esses demônios.
É um livro que eu recomendo!

10 comentários:

  1. A parte da resenha em que mais concordo contigo é a em que fala sobre ser uma leitura arrastada. Por isso a abandonei, anos atrás. Talvez um dia volte a ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem partes que é um pouquinho arrastada sim, mas não abandona não! Quando você engata na leitura tu vai ver o que estava perdendo. Esse livro é maravilhoso!

      Excluir
  2. Taí um livro que ainda não li e não vejo a hora de poder ler, rs. Esse livro praticamente inaugurou o gênero vampiro na literatura.

    A resenha está muito bem escrita. Apreciei tanto quanto um vampiro aprecia uma taça de sangue, rs.

    ResponderExcluir
  3. O que eu posso dizer? Eu amo esse livro! Discordo completamente da leitura arrastada, acredito que o autor conseguiu criar um espaçamento de tempo dentro da leitura, dando um ritmo especial e necessário pra separar os momentos de amor, luta e sofrimento...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Luisa é muito bom o livro...
      Mas para mim mesmo sendo um pouco arrastado eu amei a forma como ele escreveu e a historia é incrível.
      bjs

      Excluir
  4. Gosto muito de histórias sobre vampiros. Quem dirá a história do Vampiro dos vampiros, né? hahaha Fiquei curiosa para ler esse livro. Ótima resenha! Meus parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado <3
      Você não irá se arrepender

      Excluir
  5. Quando vi que esse blog era teu, dei até um grito! Te acompanho desde 2012 no blog livro de resenhas, te amoooooo, você precisa voltar a escrever poemas tbm! Amava <3
    Estou muito empolgada que você voltou depois de tudo o que aconteceu contigo <3
    Sucesso para você porque você merece!
    Ótima resenha! <3

    ResponderExcluir
  6. Não sei se gostaria de ler esse livro, a sua resenha foi bem sincera e gostei muito.

    ResponderExcluir